Dermatopolimiosite


Definição

A Dermatomiosite (Dermatopolimiosite) e polimiosite são as doenças do grupo das miopatias inflamatórias idiopáticas.

As miopatias inflamatórias são caracterizadas por fraqueza muscular proximal indolor e elevação de enzimas musculares, e alteração específica de doença inflamatória em exames complementares (ressonância, biópsia, eletroneuromiografia).

A polimiosite tem como característica principal o envolvimento muscular. A dermatomiosite também tem um quadro cutâneo (pele) bem sugestivo.

São doenças crônicas, inflamatórias de origem auto-imune.

 

Sintomas

Febre, fadiga, perda de peso

Fraqueza muscular proximal bilateral (principalmente cinturas escapular e pélvica)- dificuldades como elevar os braços, dificuldade para pentear os cabelos, levantar de uma cadeira ou subir escadas)

Dificuldade para engolir, engasgos freqüentes

Dor articular, com ou sem inchaço

Manchas avermelhadas ou arroxeadas em articulações, principalmente mãos

Mancha avermelhada em pálpebras (heliotropo)

 

Diagnóstico

O diagnóstico da Dermatopolimiosite é feito com base em quadro clínico compatível, e exames complementares, que também ajudam no seguimento.

Fraqueza muscular compatível

Elevação de enzimas musculares - CPK, TGO, aldolase

Autoanticorpos

Biópsia muscular compatível

Bióspsia de pele compatível

 

Tratamento

 O tratamento deve ser instituído precocemente para evitar a perda e atrofia muscular, minimizando a incapacidade.

É muito importante a realização de fisioterapia para preservar e melhorar a função muscular.

O tratamento medicamentoso inclui o uso de corticosteróides e agentes imunossupressores para tentativa de controle (remissão) de doença.

 

Existe cura para a Dermatopolimiosite?

 Não existe a cura completa da Dermatopolimiosite, assim como outras doenças auto-imunes. O tratamento visa a remissão e estabilização da doença e minimizar a incapacidade e melhorar a qualidade de vida.